PSB acusa deputado Wladimir Costa de assédio contra jornalista

Por Letícia Valadares

O PSB apresentou nesta quarta-feira (09), uma representação no Conselho de Ética da Câmara, contra o deputado Wladimir Costa (SD-PA), por quebra de decoro parlamentar, por suposto assédio contra uma jornalista . A ação foi impetrada pelo deputado Júlio Delgado (PSB-MG).

O paraense ganhou repercussão nacional após exibir suposta tatuagem no ombro com o nome do presidente Michel Temer, e apoiá-lo na votação da denuncia na Câmara.

Nesta ocasião, a jornalista Basília Rodrigues, da Rádio CBN, pediu que Wladimir mostrasse a tatuagem, e ele teria respondido, “Pra você, só se for o corpo inteiro”. Em seguida, após ser perguntado, novamente, por Basília, o deputado disse, “Eu tenho várias tatuagens no corpo inteiro, amor”.

A jornalista relatou o caso nas redes sociais, diante da repercussão o deputado atacou Basília no Facebook, dizendo que jamais poderia ser acusado de assédio, devido ser perceptível pelas fotos da jornalista que ela fogia ”totalmente dos padrões estéticos“ e não “despertaria desejo em ninguém”.

No texto, o PSB alega que Costa  “cometeu ataques morais e de flagrante desrespeito” contra a jornalista e lembra que ela se dedica há mais de dez anos a coberturas jornalisticas em Brasília.

O partido ainda afirma que “a atitude vexaminosa e reprovável do deputado, além de ofensiva à profissional e cidadã Basília Rodrigues, expôs a Câmara dos Deputados e contribui para a deterioração da sua imagem institucional perante a sociedade, ocasionando uma quebra de confiança e credibilidade nas instituições democráticas”.

*Sob supervisão de Lucas Lyra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *