Gilmar Mendes diz que sistema ficou com “pé quebrado” sem doações empresariais

Por Lucas Lyra

 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, afirmou nesta quinta-feira (24) que desde a proibição das doações empresariais a campanhas políticas, o sistema eleitoral ficou com o “pé quebrado”.

Segundo o magistrado, mesmo que o bilionário fundo para campanhas públicas no Congresso seja aprovado, a quantia muito dificilmente seria suficiente para custear as eleições brasileiras.

“O fato é que estamos hoje com sistema imperfeito. A doação de pessoas físicas não é suficiente. Os recursos públicos também parecem não ser suficientes. O sistema hoje está de pé quebrado, é preciso encontrar uma maneira de sanar”, disse o ministro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *