“Eu sou vítima de perseguição política”, diz Gleisi sobre acusações no STF

Por Letícia Valadares

A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), fez uma declaração ao sair de seu primeiro depoimento como ré, no Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo ela as acusações não passam de perseguições políticas.

A senadora afirma que não existem provas do seu envolvimento no caso e que só está sendo acusada por conta da delação do doleiro Alberto Youssef, aliado de seu adversário político, o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB). “Eu sou vítima de perseguição política em razão da origem desse processo, com Alberto Yousseff e seu advogado”, argumenta.

Gleisi e seu marido Paulo Bernardo, ex-ministro do Planejamento e das Comunicações, são acusados de receber R$ 1 milhão em recursos desviados da Petrobras pelo ex-diretor, Paulo Roberto Costa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *