Fachin decide pelo sigilo das conversa de Joesley e seus advogados

Por Letícia Valadares

O ministro Edson Fachin do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu manter os áudios com as conversas do empresário Joesley Batista  e seus advogados durante o processo de negociação do acordo de delação com a Procuradoria-Geral da República (PGR) em segredo de justiça.

A decisão foi assinada no dia 30 de setembro e tornada pública nesta segunda-feira (04) pela Corte.

Os áudios foram recuperados pela Polícia Federal (PF), após a defesa de Joesley retirar as gravações do pen drive que foi entregue para a comprovação da veracidade dos arquivos que foram utilizados para as primeiras denúncias envolvendo as delações da JBS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *