Joesley planejava armadilha contra Gilmar Mendes

Por Lucas Lyra

 

Nos novos áudios entregues a Procuradoria Geral da República (PGR) pela defesa dos executivos da empresa JBS é possível perceber a intenção de Joesley Batista de “armar” contra Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

No áudio, o empresário propõe gravar uma conversa com o ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e tentar fazer com que Cardozo comentasse algo comprometedor sobre Mendes.

Uma vez que é pública a péssima relação entre Rodrigo Janot e Gilmar Mendes, Joesley buscava formas de agradar o procurador, já que sua delação ainda não estava alinhavada com o Ministério Público.

A percepção geral é de que as novas informações vem de áudios enviados à PGR por engano devido ao final do prazo de envio de provas da delação premiada dos executivos. O arquivo contem uma conversa de Joesley com Ricardo Saud, funcionário da empresa, onde os dois testavam o aparelho que seria usado para gravar as conversas com Temer. É possível perceber que os dois haviam consumido bebidas alcoólicas na gravação.

Outros três ministros do STF também são citados na conversa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *