Executivos da JBS voltam a PGR para explicar novos áudios

Por Lucas Lyra

 

Os executivos da JBS ouvido nos recentes áudios vazados, que causaram escândalo no Brasil nos últimos dias foram ouvidos nesta quinta-feira (7) na sede da Procuradoria Geral da República, em Brasília. Joesley Batista, Ricardo Saud e Francisco de Assis e Silva negaram que os novos áudios mostrariam omissão de informação por parte deles no processo de delação premiada.

O conteúdo dos áudios é estarrecedor. Há diálogos envolvendo ministros do STF, relatos de possíveis crimes não envolvidos no acordo de delação dos empresários, entre outros.

Um trecho que trouxe muita preocupação foi quando Joesley cita o ex-procurador Marcelo Miller, e da a entender que o magistrado traria facilidades no fechamento do acordo com Rodrigo Janot.

Apesar do forte conteúdo dos áudios, todos negaram as maiores polêmicas envolvidas com as gravações. Segundo Joesley, acreditar nas afirmações ouvidas seria como “acreditar em conversa de bêbado”.

O ex-procurador Marcelo Miller deve prestar depoimento sobre os áudios nesta sexta-feira (8).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *