Fim do segundo ‘round’ de Lula como réu da Lava-Jato

Por Gabriela Mestre

Com supervisão de Lucas Lyra

O depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro ocorreu nessa quarta-feira (13) na sede da Justiça Federal do Paraná e durou pouco mais de 2 horas. É a segunda vez que Moro requer que o ex-presidente como réu em prol das investigações da Operação Lava-Jato da Polícia Federal, dessa vez, acerca do possível recebimento de propinas da empreiteira Odebrecht pelo petista.

A construtora teria comprado um terreno de R$ 12 milhões para o Instituto Lula, além de um apartamento em São Bernardo do Campo ao lado da atual moradia do ex-presidente para seus seguranças. Em seu primeiro depoimento, Lula havia sido acusado de receber R$ 3,7 milhões em propina da empreiteira OAS, e foi condenado por Moro a nove anos e meio de prisão.

Os vídeos da interrogação ainda não foram divulgados, uma vez que Moro ainda ouve Branislav Kontic, antigo assessor do ex-ministro Antonio Palocci e segundo réu do dia em Curitiba. O Instituto Lula afirma que nunca requisitou o terreno, tampouco teve acesso a ele. A defesa de Lula pediu acesso aos sistemas de controle das propinas da Odebrecht, mas não foi atendida pelo juiz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *