Presidente da JBS, Wesley Batista, é preso em São Paulo

Por Letícia Valadares

O diretor-presidente da JBS, Wesley Batista, foi preso pela Polícia Federal (PF) nesta quarta-feira (13), em São Paulo. A ação faz parte da 2ª fase da Operação Tendão de Aquiles. Foram cumpridos ainda,  dois mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva para Joesley Batista, que se apresentou à PF no domingo (13) e está em prisão temporária.

Os mandados foram expedidos pela 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo a pedido da PF,  que investiga o uso indevido de informações privilegiadas em transações no mercado financeiro entre 24 de abril e 17 de maio deste ano. Período em que foram divulgadas informações relacionadas a acordos de delação premiada firmados com a Procuradoria-Geral da República, pela J&F.

Os advogados dos irmãos Batista diz, em nota, que a prisão de ambos é injusta. “Sobre a prisão dos irmãos Batista, no inquérito de insider information, é injusta, absurda e lamentável a prisão preventiva de alguém que sempre esteve à disposição da Justiça, prestou depoimentos e apresentou todos os documentos requeridos. O Estado brasileiro usa de todos os meios para promover uma vingança contra aqueles que colaboraram com a Justiça”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *