Defesa dos irmãos Batista entra com pedido de habeas corpus

Por Letícia Valadares

O advogado dos irmãos Joesley e Wesley Batista, donos do grupo J&F, Pierpaolo Bottini, entrou no Tribunal Regional Federal (TRF) de São Paulo, com pedidos de habeas corpus para os empresários. Bottini, alega que as prisões são ilegais.

Atualmente, Joesley está em prisão provisória em Brasília, suspeito de violar o acordo de delação premiada. Já Wesley cumpre prisão preventiva em São Paulo, na sede da Polícia Federal (PF).

A defesa dos empresários argumenta que a prisão é irregular pois a liberdade dos dois não atrapalha as investigações da PF, que apura o uso de informação privilegiada pelo grupo para negociar dólares e ações dias antes da divulgação da delação que compromete o presidente Temer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *