Lula chama procuradora de querida e é repreendido por Moro

Por Lucas Lyra

 

O ex-presidente Lula prestou depoimento pela segunda vez ao juiz federal Sergio Moro, na sede da Justiça Federal de Curitiba nesta quarta-feira (13). Durante o depoimento, que durou pouco mais de duas horas, o ex-presidente insistentemente chamava a procuradora da República, Isabel Cristina Groba Vieira, que participava do depoimento, de “querida”.

“Também pediria que o senhor ex-presidente se referisse ao membro do Ministério Público pelo tratamento protocolar devido.”, disse a procuradora, que recebeu o respaldo de Moro: “Sei que evidentemente o senhor ex-presidente não tem nenhuma intenção negativa em utilizar esse termo “querida”, mas peço que não utilize, tá? Pode chamar de doutora, senhora procuradora, perfeito?”.

É a segunda vez que Moro requer que o ex-presidente como réu em prol das investigações da Operação Lava-Jato da Polícia Federal, dessa vez, acerca do possível recebimento de propinas da empreiteira Odebrecht pelo petista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *