Ministro da Fazenda nega atrasos para Reforma da Previdência

Por Gabriela Mestre

Com supervisão de Lucas Lyra

Após a denúncia nesta quinta-feira (14) contra o presidente Michel Temer, que o acusa por obstrução de Justiça e organização criminosa, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, discorda que o cronograma da Reforma da Previdência tenha atrasos. De acordo com ele, a votação pela Câmara dos Deputados deverá ocorrer ainda no mês de Outubro.

A denúncia já era esperada pelo ministro. A expectativa de Meirelles não é apenas que a Reforma seja votada ainda nesse mês, como também que a reforma tributária em andamento seja aprovada até o final de 2017. Já a visão do deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) não é tão esperançosa – Marun prevê um atraso de 20 ou 30 dias para a aprovação da Reforma.

Proposta pelo governo federal em dezembro de 2016, a Reforma da Previdência passou por alterações. As mudanças na aposentadoria do trabalhador presentes na Reforma foram questionadas pela população. As mulheres, por exemplo, se aposentariam com 62 anos e os homens, com 65, sendo que o tempo mínimo de contribuição para ambos é de 25 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *