Dodge pode livrar Gilmar Mendes de suspensão

Por Gabriela Mestre

Com supervisão de Lucas Lyra

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, requisitou uma nova análise do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o impedimento do ministro Gilmar Mendes solicitado pelo seu antecessor na procuradoria, Rodrigo Janot. O ato foi para o Supremo nessa terça-feira (26). Gilmar Mendes seria impedido de atuar em casos dos empresários Eike Batista, Jacob Barata Filho e Lélis Marcos Teixeira, para os quais o ministro concedeu habeas corpus durante a Operação Lava Jato.

A solicitação de Raquel Dodge está nas mãos de Carmen Lucia, presidente do STF, que pode arquivar a solicitação de Janot, ou aos ministros do plenário da Corte. Gilmar Mendes pediu à Carmen Lúcia a rejeição de sua suspeição, feita por Janot depois que o ministro suavizou as penas dos empresários, que foram contemplados com prisões domiciliares.

Em dez dias como procuradora-geral, essa é uma das primeiras atuações de Dodge, que teve Gilmar Mendes como fiador da sua campanha à Procuradoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *