Temer tem abertura para depor sobre Decreto dos Portos

Por Gabriela Mestre

Com supervisão de Lucas Lyra

O ministro Luís Roberto Barroso acatou nesta quinta-feira (5), o pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, para ouvir o presidente Michel Temer sobre o inquérito que investiga a edição feita no Decreto dos Portos. A mudança no decreto teria acontecido em benefício à empresa Rodrimar S/A em troca de recursos ilegais.

Temer tem a possibilidade de escolher entre ser ouvido por uma autoridade policial ou se manifestar por escrito, assim como pode optar por se manter em silêncio. Data e local também serão definidos pelo presidente. Além de pedir o depoimento de Temer e de mais oito pessoas, a lista de requisições da procuradora foi integralmente atendida por Barroso, como ampliar o prazo das investigações em 60 dias e acessar o registro de doações da Rodrimar/SA ao PMDB nas eleições de 2014 e 2016.

No mesmo inquérito, estabelecido no dia 12 de setembro, são investigados por corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro Rodrigo Rocha Loures, ex-assessor de Temer, e os empresários Ricardo Conrado Mesquita e Antônio Celso Grecco. O favorecimento da edição do decreto que regula a exploração dos portos brasileiros, o qual teria sido feito em troca de propina ao presidente, foi negado pela Rodrimar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *