Arruda é absolvido de crime de fraude em amistoso da seleção

O ex-governador José Roberto Arruda, foi absorvido pela 8ª Vara Criminal do Distrito Federal, na quinta-feira (5), do crime de fraude ao trazer a Brasília o amistoso entre a seleção brasileira e Portugal em novembro de 2008.  A partida foi realizada na reinauguração do estádio Bezerrão, no Gama-DF.

O advogado de Arruda, Paulo Emílio Catta Preta, comemorou a decisão e disse que o ex-governador já havia sido absolvido da acusação de improbidade envolvendo o mesmo episódio. “A absolvição, pela segunda oportunidade, demonstra a absoluta legalidade da contratação do jogo amistoso entre Brasil e Portugal, sobretudo porque alcançou todos aqueles que foram injustamente acusados”, falou.

O ex-secretário de Esportes Agnaldo Silva de Oliveira, outro réu do processo, também foi absorvido da acusação. De acordo com a denúncia, Arruda e sua gestão cometeram crime ao contratar a empresa Ailanto Marketing (que organizou o jogo), sem licitação. Além de ter indícios de superfaturamento o fechamento do contrato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *