Fachin determina o arquivamento do inquérito contra Renan, Jucá e Sarney

Por Letícia Valadares

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta terça-feira (10), o arquivamento do inquérito aberto para investigar os senadores Renan Calheiros (AL), Romero Jucá (RR) e o ex-presidente da República José Sarney, todos do PMDB. Fachin recolheu recomendações da Procuradoria Geral da República (PGR).

O procurador Rodrigo Janot, ex comandante da PGR, solicitou no mês passado, o arquivamento do inquérito aberto com base na delação premiada, do ex-presidente da Transpero, Sérgio Machado, que apontou uma suposta tentativa dos três peemedebistas de tentar atrapalhar as investigações da Lava Jato.

A Polícia Federal (PF), já havia dito em julho, que os políticos não teriam cometido atos de obstrução de justiça, pois uma eventual intenção não pode ser considerada crime. No pedido do arquivamento, Janot, segue a linha da PF , afirmando que a divulgação da gravação trouxe “toda estratégia então planejada”. “Certamente, se não fosse a revelação, os investigados tentariam levar adiante seu plano”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *