Jereissati sugere que Aécio renuncie à presidência do PSDB

Por Letícia Valadares

O senador Tasso Jereissati (CE), presidente interino do PSDB, defendeu a renúncia de Aécio Neves (PSDB-MG) como presidente da sigla, após a decisão do plenário da Casa de devolver seu mandato como parlamentar. A sua fala aconteceu na manhã desta quarta-feira (18). “Acho que ele não tem condições, dentro da circunstância que está de ficar como presidente do partido. E nós precisamos ter uma solução definitiva e não provisória”, disse.

Jereissati substitui Aécio desde que o senador passou a ser investigado com base nas delações premiadas dos executivos da JBS. De acordo com ele, a decisão está sendo mal interpretada. “A decisão de ontem foi à decisão da maioria e eu acho que é mal interpretada. No meu entender é dar ao senador Aécio o que ele não teve até agora, que foi o direito de defesa. Aqui, no próprio Senado, ele vai ter o Conselho de Ética onde ele vai ter que se defender e ao mesmo tempo o julgamento no Supremo continua”, argumentou.

Aécio Neves foi afastado do seu mandato pela primeira turma do Supremo Tribunal Federal (STF).  Além de afastar o deputado, a Corte havia decidido pelo recolhimento noturno e a entrega do passaporte do parlamentar. Na noite da última terça-feira, o Senado decidiu por 44 votos a 26, suspender a decisão do STF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *