Clã Picciani alvo da Lava Jato e antecipação da reforma ministerial estão na coluna de João Pedro Marques

Clã Picciani na mira da Operação Lava Jato

Depois de ser um dos maiores conselheiros da presidente Dilma Rousseff e pai do líder do PMDB na Câmara que era aliado dos petistas no Rio de Janeiro e hoje é ministro do Esporte no governo de Michel Temer, Leonardo Picciani, o deputado estadual Jorge Picciani acaba de cair em desgraça.

Cadeia Velha

O chefe do clã Picciani, Jorge, que é presidente da Assembleia Legislativa do Rio, foi um dos alvos da operação Cadeia Velha, que a Polícia Federal desencadeou nesta terça (14) no Estado. Entre os detidos estão Jacob Barata Filho e Felipe Picciani, filho de Jorge.

Intimado

Jorge oi intimado a depor pela Polícia Federal. Ele é suspeito de receber propina de empresários do setor de transporte. O filho dele, que foi detido, é investigado por lavagem de dinheiro. Os dois são sócios em uma empresa de artigos agropecuários e donos de várias fazendas.

Reforma ministerial

A demissão do ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), antecipou o início da reforma ministerial que o Palácio do Planalto anunciou semana passada. Na carta de demissão enviada ao presidente Michel Temer, Araújo diz que “não há mais apoio” para que ele siga no comando da pasta, devido à crise interna no PSDB.

Mudanças

Temer já confidenciou a assessores que as mudanças ministeriais serão concluídas até meados de dezembro. Além das substituições, sobretudo nas pastas ocupadas pelo PSDB, que acena com a saída do governo, poderá haver remanejamento de cargos nos ministérios.

Briga intestina

Nem bem aconteceu o anúncio da reforma ministerial e os partidos iniciaram uma briga de foice para ganhar mais cargos, de olho especialmente nas pastas dos tucanos. Ao que tudo indica, Temer vai valorizar os partidos do chamado Centrão, o bloco no Congresso liderado por PP, PR e PSD.

Ministra diz que é ‘pobre’

Após o polêmico pedido para a elevação de seu salário para R$ 61,8 mil, a ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois (PSDB), afirmou que é “preta, pobre e da periferia”. Na época ela justificou a solicitação para ultrapassar o teto salarial dizendo que trabalhar com os R$ 33 mil que recebe do governo é regime de escravidão.

Dupla Bebeto e Romário

O deputado estadual Bebeto, ex-craque da seleção brasileira, reforçará o time do Podemos (antigo Partido Trabalhista Nacional), partido assim chamado desde maio. A filiação está anunciada para o próximo dia 17. Bebeto deve disputar uma vaga na Câmara. Assim estará formada novamente, agora no Congresso, a dupla Bebeto e Romário. Este último deve disputar a reeleição para o Senado.

Bola Dentro

A Petrobras registrou lucro líquido de R$ 266 milhões no 3ª trimestre de 2017. Pelo balanço divulgado pela estatal, foi revertido o prejuízo de R$ 16,4 bilhões, registrado no mesmo período do ano passado. De janeiro a setembro de 2017, o lucro líquido acumulado é de R$ 5,031 bilhões, ante prejuízo de R$ 17,3 bilhões registrados nos nove primeiros meses de 2016.

Bola Fora

A mais recente rodada da pesquisa CUT-Vox Populi, realizada entre os dias 27 e 31 de outubro, mostra que os parlamentares devem se preocupar e muito com a reeleição em 2018, se decidirem aprovar o fim das aposentadorias, como querem os empresários e os especuladores. É que 85% dos brasileiros discordam da reforma da Previdência e 71% acham que não conseguirão se aposentar se a mudança das regras for aprovada.

Frase do Dia

“Sabe o que eu acho que é o novo? Esse foi um pensamento que tive depois do caso 

do William Waack. Você sabe o que é coisa de preto? O PT é coisa de preto. O Lula écoisa de preto. Nós somos coisa de preto. Eu sou uma coisa de preto”. Dilma

Rousseff, ex-presidente da República.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *