Temer enxerga o povo brasileiro inclinado a “caminhar para o autoritarismo”

Por Gabriela Mestre

Com supervisão de Lucas Lyra

O presidente Michel Temer (PMDB) defendeu, nessa quarta-feira (15) que a tendência do Brasil é caminhar para o autoritarismo, ao recordar momentos históricos no dia da Proclamação da República. O discurso foi feito em visita à cidade de Itu, para onde o governo foi simbolicamente transferido nesse dia.

Para o presidente, o povo brasileiro tende a ser centralizador. “Se nós não prestigiarmos certos princípios constitucionais, a nossa tendência é sempre caminhar para o autoritarismo, para uma certa centralização”, disse Temer. De acordo com ele, momentos de ditadura no país existiram porque “o povo também quer”, usando como argumento a Constituição, a qual prevê que “todo poder emana do povo”.

A transferência simbólica do governo para Itu no feriado é uma lembrança da primeira convenção republicana do Brasil, que ocorreu na cidade paulista. Temer a considerou uma “fórmula” para impedir movimentos autoritários, se referindo a governo de Vargas e ao regime militar . “O ideal seria que nunca tivéssemos essa centralização, o autoritarismo em certo momento que houve no passado”, concluiu o presidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *