Projeções das eleições de 2018 apontam Lula como candidato preferido em todos os cenários

Por Gabriela Mestre

Com supervisão de Lucas Lyra

O Instituto Datafolha revelou neste sábado (2) que as intenções de voto para as eleições de 2018 persistem consolidando o ex-presidente Lula (PT) no pódio da corrida pela presidência. Seguido por Bolsonaro (PSC), Lula aparece com 34% das intenções para o primeiro turno e lidera em todas as opções prováveis para uma segunda votação.

As pesquisas divulgaram 17% de intenção a Bolsonaro e 9% a Marina Silva (REDE), ex-ministra que, neste sábado, se oficializou como candidata à presidência pela terceira vez. A margem de erro das análises feitas pelo Datafolha durante o mês de novembro equivale a dois pontos percentuais para mais ou para menos.

A expectativa para as eleições está sobre o atual governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Ele deve enfrentar as dificuldades da campanha, como o financiamento basicamente sustentado pelo fundo eleitoral do partido, articulando alianças com o atual presidente Michel Temer (PMDB).

Ainda no sábado, o governador aproveitou a visita de Temer à São Paulo para manifestar interesse em se unir com o governo:  “Presidente, conte conosco”. A preocupação se deve, também, pela saída tucana da base governamental.  Além disso, Alckmin foi recentemente convocado à presidência tucana, em busca de harmonia entre as alas divergentes da sigla, e deve conciliar a candidatura e a cadeira principal do PSDB.

Outro candidato à Presidência da República é o atual ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), que enxerga em seu caminho alguns prós e contras para as eleições. De um lado, Meirelles foi responsável pela retomada da economia brasileira, uma vez que ocupa cargo máximo do Ministério responsável pelas finanças do país.

Porém, o ministro é reconhecido pela aprovação de medidas impopulares, como a reforma trabalhista, o congelamento dos gastos públicos e a possível reforma da Previdência. Isso garante a Meirelles humildes 2% de intenção de votos, segundo o Datafolha.

Durante o mês de novembro, especulações apontaram o apresentador Luciano Huck como forte concorrente de Lula e Bolsonaro na disputa pelo pódio presidencial. Apesar da pretensão do PPS em ter Huck como filiado, o apresentador publicou nota dispensando a possibilidade de candidatura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *