Temer sanciona FEX e Mato Grosso receberá R$500 milhões

Por Lucas Lyra

 

Após a sanção do presidente Michel Temer ao Projeto de Lei que regulamenta o Auxílio Financeiro de Fomento às Exportações (FEX) nesta quinta-feira (21), o estado de Mato Grosso deve receber aproximadamente R$500 milhões do Governo Federal. O governador do estado, Pedro Taques (PSDB), compareceu pessoalmente a cerimônia de sanção e agradeceu pessoalmente todos os envolvidos na tramitação da legislação.

“Quero agradecer ao presidente, ao chefe da Casa Civil e toda a bancada de Mato Grosso, composta pelos três senadores e oito deputados federais que nos ajudaram muito na liberação desse recurso”, destacou o governador.

Orgulhosamente ocupando o posto de maior exportador de grãos e produtos da cadeia animal do Brasil, o estado receberá a maior fatia do total de R$ 1,9 bilhão liberado pela União. Dos R$ 498 milhões, R$374 milhões são destinados ao Estado e R$124 milhões aos municípios mato-grossenses. A prioridade, segundo Taques, é colocar as contas em dia, principalmente àquelas relacionadas à Saúde.

O governador aproveitou a oportunidade para anunciar outra medida que visa aliviar a crise financeira do governo estadual, o empenho de um montante de R$100 milhões, originados em emendas parlamentares conquistadas pela bancada federal mato-grossense. Ainda para este ano, MT deve receber ainda R$13 milhões, que serão investidos em hospitais filantrópicos. “Nós estamos virando a chave da Saúde, superando desafios e construindo um novo futuro”, completou o tucano.

Ainda antes da sanção do PL do FEX, o Governo de Mato Grosso já havia anunciado o pagamento do 13º salário dos servidores efetivos em atividade que fazem aniversário nos meses de novembro e dezembro, além daqueles que são exclusivamente comissionados. Com isso, MT fecha 2017 com a folha salarial em dia, mesmo diante da crise econômica vivida pelo país.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *