Peemedebistas devem se aliar a Lula no Nordeste. Confira na coluna desta sexta-feira

Eunício elogia Lula em evento do governo

O presidente do Senado, Eunício Oliveira, utilizou um evento no Ceará do governo Michel Temer para fazer elogios ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Foi durante discurso na entrega de imóveis em Canindé (CE), ele afirmou que “muitas vezes as pessoas não compreendem o que é política”, mas “se não fosse um pernambucano sofrido, se não fosse esse nordestino chamado Luiz Inácio Lula da Silva, não teríamos a transposição das águas do rio São Francisco”.

Peemedebistas do Nordeste fecham com petista

Não é de hoje que Eunício Oliveira vive a exaltar o ex-presidente Lula. O presidente do Senado, assim como outros peemedebistas, especialmente do Nordeste estão fechados com o petista em vários estados daquela região. Deve haver dobradinhas entre PT e PMDB em diversas localidades. Renan Calheiros em Alagoas, por exemplo, é outro que marchará ao lado de Lula ao menos nas eleições estaduais. Ainda mais agora, que o petista não para de crescer nas pesquisas, falará mais alo o oportunismo típico do PMDB.

Patriota acusa Bolsonaro de querer controlar fundo partidário

O deputado federal Jair Bolsonaro, pré-candidato a presidente da República, ainda não encontrou sua legenda para disputar. E pelo visto parece que está difícil. Primeiro foi o PSL (que vai se chamar Livres), que rejeitou sua entrada, por considerar que o ex-capitão do Exército “representa o autoritarismo. Agora é a vez do Patriota (futuro nome do Partido Ecológico Nacional). Segundo o presidente da sigla, Adilson Barroso, Bolsonaro quis entrar no partido para controlar tudo, inclusive o fundo partidário de R$ 500 mil mensais.

Coordenador é processado pela Lei Maria da Penha

O dirigente partidário Julian Lemos, apresentado por Jair Bolsonaro (PSC-RJ) como seu coordenador político no Nordeste, foi por três vezes alvo da Lei Maria da Penha, acusado de agressão pela irmã e pela ex-mulher; casos ocorreram em 2013 e 2016. Em um deles, o dirigente foi preso em flagrante. Lemos é presidente na Paraíba do Patriota, partido ao qual Bolsonaro vinha negociando filiação (ver nota acima).

Meirelles faz campanha no programa do PSD

Enquanto isto, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, utilizou ontem (21) o programa do seu partido, o PSD, para fazer campanha para presidente da República. Grande parte do programa eleitoral da sigla foi utilizado pelo ministro para falar de sua infância e de sua adolescência. Para Meirelles, o PSD fez um gesto de “reverência” ao ceder boa parte do tempo do programa partidário. Meirelles afirma que populismo e oportunismo fazem mal ao Brasil e diz que o governo da presidenta eleita, Dilma Rousseff, quebrou o país. Em seu discurso, acaba por concluir que os brasileiros repudiam aventuras.

Venda da Embraer é negociada com a Boeing

Uma possível negociação da Embraer com a Boeing foi noticiada ontem pelo diário novaiorquino The Wall Street Journal. E as reações contra e a favor logo se espalharam. Contudo, as duas companhias negaram a possibilidade da negociação. A Embraer é a única fabricante brasileira de aviões e terceira maior do setor no mundo, considerada estratégica para o país.

Ministra nega pedido soltura de Maluf

A ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo, negou ontem pedido da defesa do deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) para deixar a prisão. Maluf se entregou à polícia na quarta (20). O juiz substituto Bruno Aielo Macacari, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios, determinou que ele fosse levado para o Centro de Detenção Provisória da Penitenciária da Papuda, em Brasília.

Governador cassado do Amazonas é preso

O governador cassado do Amazonas, José Melo (PROS), foi preso nesta quinta (21) pela Polícia Federal, na terceira fase da operação “Maus Caminhos”, que apura desvios de verba e fraudes na Saúde do Amazonas. O objetivo da operação é investigar crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de capitais e de organização criminosa em suposto esquema que envolve o ex-governador do Estado do Amazonas, José Melo, cassado por compra de votos.

Nove milhões de brasileiros voltam à pobreza

Devido à crise econômica, pouco mais de 9 milhões de pessoas voltaram à pobreza entre 2015 e 2016. Destes, 5,4 milhões vivem atualmente em condição de “extrema pobreza”. O levantamento foi realizado pelo Instituto de Estudos do Trabalho e Sociedade (Iets), que apontou o aumento do desemprego e a deterioração da renda como causas. O estudo, divulgado pelo jornal Valor Econômico, cruzou dados da Síntese de Indicadores Sociais e da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), ambos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Frase do Dia

“Eduardo Cunha me tirou do anonimato da Câmara. Demonstrou que sou uma pessoa de coragem e de capacidade de argumentação. A defesa que fiz naquele processo foi consistente. Ali provei capacidade de eloquência para me manifestar na tribuna, razoabilidade dos argumentos, coragem, companheirismo, quando não quis virar a casaca, como muitos fizeram.”

Carlos Marun, novo ministro da Secretaria de Governo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *