Orientações nutricionais para diabéticos

Por Cláudia Olive Cavalcanti

Os diabéticos devem tomar todos os cuidados para garantir os níveis aceitáveis de açúcar no sangue para assim controlar a doença e evitar o consequente aparecimento e agravamento de doenças decorrentes.

Uso de medicamentos aliado a exercícios físicos e uma dieta alimentar adequada são os grandes aliados para o controle do diabetes. Na coluna desta semana eu vou apresentar as orientações nutricionais para os portadores de diabetes. Mas antes disso vamos saber um pouco sobre a doença.

O que é Diabetes?

Diabetes Mellitus é uma doença caracterizada pela elevação da glicose no sangue (hiperglicemia). Pode ocorrer devido a defeitos na secreção ou na ação do hormônio insulina, que é produzido no pâncreas, pelas chamadas células beta. A função principal da insulina é promover a entrada de glicose para as células do organismo de forma que ela possa ser aproveitada para as diversas atividades celulares. A falta da insulina ou um defeito na sua ação resulta, portanto, em acúmulo de glicose no sangue, o que chamamos de hiperglicemia.

Sintomas:

  • Volume urinário excessivo;
  • Cansaço;
  • Dor abdominal;
  • Respiração acelerada;
  • Vômitos;
  • Sede.

Orientações Nutricionais:

  • Faça de 5 a 6 refeições diárias, mastigando bem os alimentos, equilibrando quantidade, tipo e distribuição dos alimentos, mantendo regularidade nos horários.
  • Realize suas refeições em ambiente agradável, evitando tensões, assuntos irritantes, preocupações, disputas supérfluas e aborrecimentos.
  • Não use açúcar, se necessário, utilize adoçantes naturais ou artificiais
  • Ao comprar produtos industrializados, observe que: açúcar mascavo, açúcar invertido, glicose, glucose, dextrosol e frutose também são açúcares, e portanto deverá ser evitado o seu uso.

Proibidos:

  • Açúcar, mel, melado, doces de qualquer tipo (ex.: calda, rapaduras, geléias, gelatinas, balas, marmelada, goiabada, bolos, chocolates e guloseimas em geral ).
  • Sucos e refrigerantes com açúcar e bebidas alcoólicas.
  • Alimentos gordurosos como: frituras, empanados, carne de porco, lingüiça, bacon, banha, torresmo, salgadinhos fritos de forma geral, entre outros.
  • Não abuse do sal nem de alimentos em conserva (ex.: ervilha, milho verde, patês, azeitonas, picles, chucrute), temperos prontos, sopas prontas e queijos salgados.

Prefira:

  • Carnes magras (frango, peixe e vaca), leite e derivados com pouco teor de gordura e hortaliças, que são importantes para a manutenção de uma alimentação nutritiva e equilibrada.
  • O uso de óleos vegetais (ex.: azeite de oliva, canola, girassol, milho) em quantidade mínima, apenas suficiente para o preparo dos alimentos.
  • Consumir diariamente de 3 a 5 porções de fruta, distribuídas ao longo do dia. A porção corresponde a uma fruta média ou 1 xícara de fruta picada.
  • No caso de sobremesas dietéticas que necessitem ir ao forno/fogão procure utilizar adoçantes apropriados para esta finalidade.
  • Há a disposição no mercado uma série de doces e guloseimas dietéticas que devem ser usadas  com moderação , uma vez que o excesso de edulcorantes e sódio presentes nestes alimentos podem fazer mal a saúde.

Importância do Exercício físico:

Fazer exercícios aumenta a sensibilidade do corpo à insulina e, portanto, tendem a diminuir a glicose no sangue contribuindo no controle do diabetes. Exercícios regulares e programados são melhores porque impactos intensos, podem trazer problemas para o controle da glicose no sangue (Hipoglicemia).

Os exercícios ajudam a:

  • Baixar o nível de açúcar no sangue;
  • Evitar as enfermidades do coração;
  • Controlar a pressão arterial;
  • Sentir-se melhor e ter melhor aparência;
  • Reduzir a tensão (estresse);
  • Diminuir os níveis de gordura no sangue;
  • Diminuir a necessidades de insulina ou comprimidos;
  • Controlar o peso.

Exercícios indicados:

  • Caminhar;
  • Andar de bicicleta;
  • Nadar;
  • Dançar.

* Cláudia Olive Cavalcanti é nutricionista, especializada em Obesidade e Transtornos Alimentares – Acompanhamento Pré e Pós–bariátricos e Avaliação Nutricional (laudo) para Gastroplastia; é membro especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), da International Federation for the Surgery Ofobesity and Metabolic Disorders (IFSO) e da Associação Brasileira de Estudos sobre Obesidade (Abeso).

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *