Maia avança nas articulações por sua candidatura ao Planalto. Este é um dos temas da coluna de hoje do JPM

Uma novela chamada Cristiane Brasil

Enquanto aguarda recurso ao Supremo, a deputada Cristiane Brasil, cuja posse no Ministério do Trabalho foi suspensa pela Justiça, tentou novo recurso no Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) e perdeu. Foi a sua segunda derrota na mesma instância. Agora sua sorte está nas mãos dos ministros da Suprema Corte. Não há indícios de que terá êxito. Contudo, Cristiane e seu pai, Roberto Jefferson, continuam protagonizando uma das mais chatas novelas da atual política brasileira. E nada indica que eles estão com vontade de saírem do ar. Quer dizer, desistirem do cargo.

Bob afirma que não há ‘plano B’

Uma das confirmações de que a dupla não desistirá facilmente foi a última declaração do presidente do PTB, Roberto Jefferson, de que o partido “não tem plano B” e que a indicação da sua filha, Cristiane Brasil, para o Ministério do Trabalho, está mantida. Ou seja, ele, a filha e o partido continuam colocando o pé no pescoço do presidente Michel Temer.

Maia amplia articulações visando o Planalto

Assim meio que discretamente, sem muito alarde e furtivo, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Mais (DEM-RJ), vai ampliando suas articulações visando a sua candidatura para presidente da República. Como informamos anteontem, ele já manteve conversações com o PP e Solidariedade. As conversas com Ciro Nogueira, presidente do PP, e Paulinho da Força, do Solidariedade, avançaram bastante. Com o PSC e o PR já existem conversas agendadas.

DEM e PSB podem estar juntos?

Um passarinho que veio da 304 Norte, onde fica a sede nacional do PSB em Brasília, e que pouso na janela, me contou que as conversações entre Rodrigo Maia e o ex-ministro Aldo Rebelo estão em pleno vapor. Recentemente, como informou a coluna. Rebelo escreveu carta à direção do PSB informando que quer ser candidato a presidente. Contudo, as possibilidades de aliança entre ambos ventiladas no ano passado, voltam a existir a partir dessas informações de contatos do dois, que se consideram amigos. Será que vai dar rock? A conferir.

 

 

Huck diz não ser candidato

Diante da forte repercussão de sua aparição no Programa do Faustão falando como se fosse candidato a presidente da República, o apresentador Luciano Huck negou a pretensão. Mas como todo político, deixou no ar uma brecha: não neste momento.

Temer revela que não quer Meirelles candidato

O que era tratado a boca pequena nos bastidores do Palácio do Planalto agora veio à tona pelas mãos do próprio presidente Temer: a recusa em aceitar a candidatura do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, à Presidência da República. Em entrevista à jornalista Eliane Cantahede, do Estadão, Temer afirmou que prefere a permanência de Meirelles à frente da Fazenda, deixando claro que não quer sua saída do cargo para disputar a Presidência. Eu conversei com um dirigente do PSD, partido de Meirelles, que confirma que o ministro e o parido manterão sua pré-candidatura.

Pérsio Arida pode ser o homem de Alckmin

Desde que o governador paulista e pré-candidato a presidente, Geraldo Alckmin, anunciou em entrevista aqui em Brasília, que apresentaria o coordenador de sua equipe econômica, não para de chover especulações. A maior delas é em torno do economista Pérsio Arida, um dos pais do Plano Real. Arida é um dos gurus de Alckmin. Ex-presidente do Banco Central e um dos sócios do BTG Pactual, ele se envolveu em escândalos financeiros que orbitaram sua instituição. Alckmin diz que não tem nada confirmado. Veremos.

Janot não sabe em que condições irá depor

O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot foi chamado a depor na Polícia Federal no inquérito que investiga menções feitas pelos delatores da empresa J&F Joesley Batista e Ricardo Saud a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Mas ele não sabe em que condições será seu depoimento, se como testemunha ou investigado. Por esta razão, Janot disse que não sabe se comparecerá. Seu amigo e ex-braço direito, o ex-procurador Marcelo Miller, está na lisa dos investigados, suspeito de auxiliar executivos da J&F em termos da delação premiada quando ainda era procurador. A dúvida de Janot deve estar sendo muito cruel para ele, que tantas vezes negou a acusados o direito de saber detalhes de seus inquéritos.

Condenação de Lula pode não ser unanime

Os três desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre, responsáveis pela análise dos recursos da Operação Lava Jato, devem mesmo confirmar a condenação do ex-presidente Lula e até ampliar a pena aplicada pelo juiz Sérgio Moro, de nove anos e seis meses de prisão. Mas a análise do comportamento dos trio tem mostrado que nem todas as decisões são unânimes. Se Lula tiver um dos voos a seu favor, poderá entrar com recursos. Um deles é o o embargo infringente. Se assim ocorrer, Lula terá tempo para registrar sua candidatura e concorrer à eleições de outubro. É ver para crer.

Frase do Dia

“Passei por três cirurgias, tive infecção no fim do ano e nem pude passar quatro dias na praia, como gostaria, mas estou ótimo. Embora toda hora alguém queira me matar. Uns por vontade mesmo, outros por desinformação”.

Presidente Michel Temer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *