Rebaixamento da nota de risco é má notícia para o Brasil… Confira este e outros assuntos na coluna de hoje

Justiça suspende privatização da Eletrobras

O juiz Cláudio Kitner, da Justiça Federal de Pernambuco, concedeu liminar (decisão provisória) para suspender dispositivo da medida provisória 814, que permite privatização da Eletrobras e de suas controladas: Furnas, Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), Eletronorte, Eletrosul e Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica.

Julgamento de Lula pode ser adiado

Não se fala em outra coisa aqui nos bastidores em Brasília: a possibilidade de o julgamento do ex-presidente Lula, marcado para acontecer dia 24 próximo, pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), se adiado. Quem primeiro cantou a bola foi a jornalista Helena Chagas, em seu site, o Divergentes. eme-se pelo risco de confrontos, dado ao momento conflagrado. Por outro lado, a possibilidade contribuiria para a desmobilização dos militantes pró-Lula.

Rebaixamento da nota de risco é má notícia para o Brasil…

Num momento de inflação baixa, juros baixos e retomada do crescimento, o rebaixamento do rating do Brasil, de BB para BB-, com perspectiva estável, não é uma boa notícia para a economia. Mesmo que ela possa estar estável, a análise de agências de risco, com a divulgada pela Standard & Poor’s leva muito em conta o humor político nacional. E este indicativo pode ser o sinal de que os investidores estão com a barba de molho em relação à situação política do Brasil.

…e ruim também para Henrique Meirelles

Por outro lado, o rebaixamento é um golpe nas pretensões eleitorais do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ele próprio, com sua vontade de sair candidato da presidente da República, colocando em dúvida o futuro da macro economia nacional. E se a economia se der mal, Meirelles pode afundar junto,

Cristiane pode perder também no Supremo

A minha análise é que a deputada federal Cristiane Brasil, indicada para o Ministério do Trabalho, poderá perder também no recurso impetrado junto ao Supremo para lhe garantir a nomeação e posse. Como se sabe, a Justiça Federal no Rio de Janeiro, em primeira e segunda instâncias, cancelou a sua nomeação e posse atendendo ação de advogados daquele estado. A sua única chance agora seria ganhar no Supremo. Mas, segundo a coluna apurou, a tendência é que os ministros mantenha a decisão do TRF2.

Bolsonaro diz que só abandona candidatura se for morto

O deputado Jair Bolsonaro afirmou que só abandona a sua candidatura a presidente se for morto ou tirado “na covardia”. A afirmação, feita por redes sociais, foi uma resposta a uma série de reportagens feitas pelo jornal Folha de S. Paulo sobre o espantoso crescimento de seu patrimônio imobiliário e de seus filhos.

Frase do Dia

“Eu, de fato, não estou parando para pensar nisso [candidatura] agora. No momento, para mim, o importante é que o Brasil cresça cada vez mais e melhor (…). Isso acontecendo, é uma situação. Não acontecendo, é outra. Então, eu tenho que me assegurar que isso aconteça. O resto, a realidade vai dizer”.

Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *