Para Itamaraty, eleições venezuelanas não têm “legitimidade e credibilidade”

Por Lucas Lyra

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) afirmou nesta segunda-feira (21), através de nota, que o processo eleitoral realizado na Venezuela neste domingo (20), que reconduziu Nicolás Maduro ao poder, careceu de “legitimidade e credibilidade”.

Maduro, que já esta no poder desde 2013, foi reeleito em meio a diversas prisões de adversários políticos do líder e várias denúncias de manipulação dos votos. O resultado oficial do pleito dá quase 68% de votos a Maduro, com 54% de abstenção.

“Nas condições em que ocorreu – com numerosos presos políticos, partidos e lideranças políticas inabilitados, sem observação internacional independente e em contexto de absoluta falta de separação entre os poderes – o pleito do dia 20 de maio careceu de legitimidade e credibilidade”, afirmou a nota do MRE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *