Barroso prorroga inquérito dos portos, contra Temer, por mais 15 dias

O ministro Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta terça-feira prorrogar por mais 15 dias o inquérito dos portos, que investiga se o presidente Michel Temer cometeu crimes na edição de um decreto ano passado que mudou regras portuárias, segundo despacho obtido pela Reuters.

Barroso atendeu a pedido formulado pela Polícia Federal, que tinha argumentado que havia a necessidade de se tomar o depoimento de testemunhas requeridas pela defesa de Temer.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, havia dado parecer concordando com o pedido da PF.

“Este o quadro, defiro o prorrogamento do prazo das investigações por 15 (quinze) dias, a contar da data em que formulado o pedido. Expirado o prazo, deverá a autoridade policial apresentar relatório conclusivo”, decidiu Barroso, ao remeter cópia da decisão para a PF, onde se encontram os autos do inquérito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *