Quem é Floriano Peixoto, o substituto de Gustavo Bebianno na Secretaria-Geral da Presidência

Após o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, anunciar, no fim da tarde de segunda-feira, o desligamento do então ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, o advogado carioca Gustavo Bebianno, uma repórter perguntou: “Quem fica no lugar dele?”. “Fica o general Floriano Peixoto”, disse Barros.

“O general passará a ser o Secretário-Geral da Presidência da República. De forma definitiva. Não há possibilidade de mudanças na estrutura da pasta”, completou ele.

General da reserva do Exército, Floriano Peixoto Vieira Neto é o oitavo nome de origem militar no governo Bolsonaro – a Esplanada atual tem 22 cargos com status de ministro. Sua nomeação definitiva para a Secretaria-Geral representa uma vitória da ala militar da Esplanada: parte dos ministros, principalmente aqueles mais próximos ao filósofo Olavo de Carvalho, defendiam a extinção do posto.

A escolha dele para o gabinete que era de Bebianno, no 4º andar do Palácio do Planalto, também significa que Bolsonaro terá apenas um civil em seu núcleo mais próximo: Onyx Lorenzoni (Casa Civil). Tirando ele, todos os outros três ministros que trabalham dentro do Palácio do Planalto têm agora origem militar.

Fonte: BBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *