Museu de História Natural de Nova York cancela jantar de gala com homenagem a Bolsonaro

O Museu de História Natural de Nova York informou nesta segunda-feira (15) que um evento que incluiria uma homenagem ao presidente Jair Bolsonaro não vai mais acontecer em sua sede, como estava previsto.

“Com respeito mútuo pelo trabalho e pelos objetivos de nossas organizações individuais, concordamos em conjunto que o Museu não é o local ideal para o jantar de gala da Câmara de Comércio Brasileira-Americana. Este evento tradicional vai ocorrer em outro local na data e hora originais”, afirmou o museu em sua conta no Twitter.

Na semana passada, o museu havia publicado mensagem em que expressava “profunda preocupação” com o jantar de gala, que vai entregar o prêmio de personalidade do ano ao presidente brasileiro em 14 de maio. Segundo o museu, o agendamento do espaço foi feito antes de as personalidades homenageadas serem escolhidas.

“O evento, de nenhuma maneira, reflete a posição do museu de que há uma necessidade urgente de conservar a Amazônia, que tem profundas implicações para a diversidade biológica, as comunidades indígenas, mudança climática e o futuro da saúde do nosso planeta”, afirmou o museu na sexta-feira (12).

A Câmara ainda não se manifestou publicamente sobre o anúncio do Museu desta segunda, mas na semana passada disse que “a relevância da premiação não tem relação com o local onde é entregue, mas sim com os atributos de quem recebe tão distinta honraria”.

Na sexta-feira (12) o porta-voz da presidência disse que Bolsonaro se sentiu honrado com a escolha de seu nome. “Os aspectos administrativos relativos à realização da premiação fogem da alçada dos homenageados, não é o caso especificamente do presidente. Foge da alçada dos homenageados”, disse.

Da Redação com informações do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *