PESQUISA: No Distrito Federal, Jair Bolsonaro tem aprovação de 57,3% dos eleitores. Confira outras informações na coluna JPM desta segunda-feira (29)

EM ALTA

A segunda-feira começou quente nos bastidores  políticos de Brasilia . Conforme resultado de pesquisa feita pelo Instituto Paraná Pesquisa, no coração político do país, na capital e seu entorno, o presidente Jair Bolsonaro tem a aprovação de 57,3% dos eleitores, contra 35,9% que os desaprovam. Pela sondagem, a aprovação do presidente no Distrito Federal aumentou 2,2 pontos em relação a sua eleição de 2018, quando obteve 55,1% dos votos. Sua desaprovação é hoje 8,9 pontos menor que a votação obtida pelo candidato do PT Fernando Haddad (PT), no DF: 44,8%.Segundo a pesquisa o governo Bolsonaro é ótimo para 12,8% do DF e bom para 26,1%, superando avaliações péssimas e ruins, 11% e 16,4%, respectivamente. O presidente obteve o seu melhor resultado entre quem tem 60 anos ou mais: 59,7%. O menor é entre quem tem 45 e 59 anos com 53,5%.

METODOLOGIA

O Paraná Pesquisas ouviu 1.542 eleitores entre os dias 22 e 26 de abril no Distrito Federal. A margem de erro é de 2,5% para mais ou menos. O presidente obteve o seu melhor resultado entre quem tem 60 anos ou mais: 59,7%. O menor é entre quem tem 45 e 59 anos com 53,5%.Notoriamente mais bem avaliado entre o público masculino com 61,2%, Bolsonaro subiu entre as mulheres e a aprovação feminina é de 53,9%.

 

TECNOLOGIA

A  cerimônia de abertura da Agrishow, maior feira de tecnologia para o agronegócio da América Latina,  evento acontece a partir desta segunda-feira e vai até 3 de maio na cidade do interior paulista.  contará com a presença  de Bolsonaro  e da  da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina.

DEFESA DE MORO

O ministro da Justiça, Sergio Moro, usou sua conta no Twitter para defender que o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) continue vinculado à sua pasta. Até 2018, o órgão fazia parte da estrutura do Ministério da Fazenda (atual Ministério da Economia). A troca aconteceu no primeiro dia do governo.

TERMÔMETRO

Comentários de fontes politicas apontam que  Ciro Gomes pode apostar no deputado Túlio ‘Namorado da Fátima Bernades’ Gadelha (PDT-PE) para disputar a prefeitura do Recife. O jovem estreante federal marca ponto em Brasília, e alcançou 1 milhão de seguidores nas redes sociais. Na verdade,  é que Ciro, revoltado com o abandono do PSB e do PT na sua disputa do ano passado, quer se vingar dos antigos aliados em Pernambuco, onde as legendas são fortes.

NOVO ALVO

Tudo indica que o Planalto  tem um novo alvo: o ministro da Secretaria de Governo, general Carlos Alberto dos Santos Cruz, está na  mira depois dos ataques dos filhos do presidente Jair Bolsonaro ao vice Hamilton Mourão, agora as críticas são dirigidas a Santos Cruz e têm como pano de fundo a comunicação.A queda de braço foi exposta depois que Bolsonaro mandou retirar do ar a propaganda do Banco do Brasil mostrando atores que representavam a diversidade racial e sexual do País. As divergências, porém, têm outros capítulos, como a campanha publicitária da Previdência e o tratamento que deve ser dado à imprensa.

SEM AUTORIZAÇÃO

Na manhã desta segunda-feira (29) , por meio de um um vídeo, o presidente  desautoriza o secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, a respeito da criação de um novo imposto. A nova taxa acabaria com a contribuição previdenciária que incide sobre a folha de pagamento. Ao jornal Folha de S. Paulo, Cintra declarou que o novo tributo abrangeria até mesmo as igrejas, instituições que hoje são isentas. O novo tributo, segundo o secretário, seria criado para simplificar o modelo de arrecadação no país.

OTIMISTA

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni , afirmou que mantém a previsão de que a reforma da Previdência será aprovada na Câmara ainda no primeiro semestre. Onyx elogiou os membros da Comissão Especial que vai debater a proposta, instalada na última quinta-feira. Depois, o texto precisa ainda passar pelo plenário.

AÇÃO DA PF

A Polícia Federal cumpre hoje  no Estado de São Paulo, dois mandados de prisão e cinco de busca e apreensão para apurar o vazamento de informações durante a Operação Homônimo, deflagrada em abril de 2018. A Receita Federal também participa das ações. Segundo a PF, membros de uma das organizações criminosas que faziam contrabando de cigarros tiveram acesso a informações sigilosas.

ECONOMIA

A queda da taxa de março para abril foi provocada pelos preços no atacado. A inflação do Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, recuou de 1,67% em março para 1,07% em abril.Ao mesmo tempo, o varejo e a construção tiveram alta em suas taxas. O Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, subiu de 0,58% em março para 0,69% em abril. O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) passou de 0,19% para 0,49% no período.

FRASE DO DIA

“O Brasil não tem dinheiro para investir, ao passo que vários países procuram oportunidades de negócios. Na Europa, principalmente, há muito dinheiro represado”, justifica, em nota, o GDF. “Essa é uma das maneiras mais eficazes para trazer dinheiro novo e criar oportunidades”, completa o texto, assinado pela Secretaria de Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *