Bolsonaro: Diretor-geral da PF é subordinado a mim, não a Moro

    O presidente Jair Bolsonaro (PSL) voltou a dizer, nesta quinta-feira (22), que é sua atribuição indicar o diretor-geral da Polícia Federal (PF). De acordo com ele, “está bem claro na lei” que o cargo é de sua alçada, e não do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

    Questionado se há, de fato, intenção de tirar Valeixo do cargo, o presidente respondeu que, se o fizer, será “na hora certa”. “Hoje eu não sei. Tudo pode acontecer na política. Quero que se combata a corrupção, que façam as coisas da melhor maneira possível. Eu não estou acusando ninguém de fazer nada errado. Mas a indicação é minha. Por isso elegeram o presidente da República. Se não pudesse ter ingerência, interferência – para mim é mudança -, seria mantido o anterior, o cara que foi nomeado antes iria ficar até morrer”, ressaltou.

    Da Redacao

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *