Bolsonaro lamenta morte de inocentes em Paraisópolis

Nove pessoas morreram pisoteadas durante tumulto após ação da Polícia Militar na comunidade na madrugada de domingo

 O presidente Jair Bolsonaro lamentou nesta segunda-feira (29) a morte de nove pessoas pisoteadas durante tumulto após ação da Polícia Militar em um baile funk na comunidade de Paraisópolis, zona sul de São Paulo, na madrugada de domingo, 1º.”Lamento a morte de inocentes”, disse Bolsonaro em frente ao Palácio da Alvorada, em Brasília.A polícia e moradores da região apresentam versões distintas sobre as mortes.

Em relatos e vídeos, moradores acusam os PMs de agir com truculência.

Já a corporação afirma que os agentes perseguiam dois suspeitos em uma motocicleta, quando entraram no local do pancadão, que reuniu cerca de 5 mil pessoas. Em entrevista à Rádio Eldorado, o porta-voz da PM, tenente-coronel Emerson Massera, disse que ainda “não é possível apontar que houve uma falha dos policiais”.

Há quase uma década, o Baile da Dz7 (17) acontece aos fins de semana na região de Paraisópolis. Em algumas ocasiões começam na quinta e se estendem até domingo, o que gera reclamação de moradores. Jovens se deslocam de diversos locais da cidade rumo à festa.

O governo de São Paulo informou que vai investigar as circunstâncias das mortes para apontar se houve excessos

Com Agencias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *