PESQUISA ELEITORAL: Bolsonaro ,Moro e Lula empatariam em corrida à presidência. Confira outras informações na coluna JPM desta sexta-feira(6)

 

DADOS ANTECIPADOS

A  próxima eleição presidencial já movimenta os bastidores políticos.  Levantamento, publicado nesta sexta-feira (6),  da Veja/FSB. Uma pesquisa eleitoral indica que o presidente da República, Jair Bolsonaro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, terminariam empatados caso fossem candidatos a eleição presidencial. Tanto Bolsonaro quanto Moro alcançariam 32% dos votos, contra 29% de Lula, o que demonstra empate técnico, uma vez que a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

PREFERÊNCIA

A pesquisa mostra que os candidatos de direita (Bolsonaro e Moro) e esquerda (Lula) são preferência dos eleitores, enquanto os de centro são pouquíssimo lembrados. Outro dado é que  o eleitor tem preferido não escolher nenhum candidato a votar em Ciro Gomes (PDT), João Amoedo (Novo) e João Doria (PSDB), por exemplo.

MAIS CHANCE

A chance de o Brasil voltar a ser governado por uma ditadura militar é considerada muito grande, grande ou média por 40% dos brasileiros, segundo pesquisa VEJA/FSB publicada na edição desta semana. Outros 28% acreditam que essa possibilidade é pequena — e só 26% estão razoavelmente tranquilos nesse aspecto. A grande maioria – 77% – acredita que a democracia é sempre, ou na maior parte das vezes, o melhor sistema de governo

NAS MÃOS DO CONGRESSO

A liberação da grana está nas mãos dos parlamentares. A permissão para doze ministérios aplicarem um montante de R$ 22,8 bilhões em projetos de interesse do governo ainda em 2019 está nas mãos do Congresso. Para garantir o recurso extra,  deputados e senadores  precisam aprovar uma lista de 24 projetos que estão no meio de um impasse entre deputados e senadores. Os parlamentares estão insatisfeitos com o ritmo de pagamento das emendas.

ROMBO FISCAL

as propostas não forem aprovadas, obras para saneamento básico, unidades de saúde e até a transferência de recursos do megaleilão do petróleo para Estados e municípios só poderão ocorrer em 2020. Assim, se o Congresso não aprovar esses projetos, os R$ 22,8 bilhões seriam usados para reduzir o rombo fiscal do ano.

GENTE RICA

O TCU (Tribunal de Contas da União) avalizou uma licitação do STF (Supr O processo foi julgado nesta semana.emo Tribunal Federal) concluída em maio que prevê refeições com medalhões de lagostas, vinhos e espumantes premiados.O pregão foi orçado em R$ 1.134.893,32, com lance mínimo de R$ 463.319,30. O TCU entende que o cardápio só é compatível em eventos com a participação de pelo menos duas “altas autoridades”.

INVESTIGAÇÃO

O Ministério Público do Rio (MP-RJ), decidiu retomar a investigação sobre lavagem de dinheiro e peculato (desvio de dinheiro público) contra o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e seu ex-assessor Fabrício Queiroz.A investigação estava suspensa há quatro meses,

MAIS GRANA

É muita grana. Além de turbinarem o fundo eleitoral com mais R$ 1,8 bilhão, deputados e senadores terão outros R$ 5,2 bilhões para distribuírem em suas bases eleitorais no ano que vem. A proposta de Orçamento para o ano que vem feita pelo relator Domingos Neto (PSD-CE) prevê um acréscimo de R$ 7 bilhões. Esse dinheiro extra sairia de uma nova projeção de recursos que o governo tem a receber de dividendos de estatais.

RECUO

O governo federal revogou licitação que contrataria o fornecimento de acesso digital a jornais e revistas. O edital havia sido publicado no fim de novembro e excluía o jornal Folha de S.Paulo. O aviso de revogação do pregão eletrônico foi publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (6), sem maiores explicações.

CANDIDATOS PETISTAS

Animados com a possibilidade  de vitória, O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o PT vão trabalhar por uma chapa para a Prefeitura de São Paulo liderada pelo ex-prefeito Fernando Haddad e com a ex-prefeita Marta Suplicy como vice. Porém, Marta tem dito a interlocutores que o retorno dela ao PT está praticamente descartado devido às resistências de setores da sigla.

AÇÃO DA PF

Mais de 150 policiais federais cumprem desde as primeiras horas desta manhã 85 mandados judiciais contra investigados na Operação Hespérides, deflagrada nesta sexta-feira (6) pela Polícia Federal (PF), para combater uma organização criminosa que seria responsável pelo comércio ilegal de pelo menos 1,2 tonelada de ouro. De acordo com a PF, o montante representa mais de R$ 230 milhões, em cotação atual.

ORDEM JUDICIAL

Os mandados estão sendo executados em endereços ligados ao grupo criminoso nos estados do Amazonas, Rio Grande do Norte, de Rondônia, Roraima e São Paulo. As ordens judiciais foram expedidas pela 4ª Vara Federal de Roraima.

TAXA

A inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), ficou em 0,51% em novembro deste ano. A taxa é superior às registradas em outubro deste ano (0,10%) e em novembro do ano passado, quando havia sido observada uma deflação (queda de preços) de 0,21%.

INFORMAÇÕES

Esse é o maior resultado para um mês de novembro desde 2015 (1,01%). Segundo dados divulgados hoje (6) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA acumula taxas de 3,12% no ano e de 3,27% em 12 meses

CONSUMO CARO

A alta de 8,09% no preço das carnes foi o item que mais influenciou a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em novembro deste ano. Segundo dados divulgados hoje (6) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA ficou em 0,51% em novembro, maior taxa para o mês desde 2015 (1,01%)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *