Hospital Metropolitano: Mato Grosso é exemplo para o Brasil

Por João Pedro Marques

Vejam que quando se faz a coisa certa com a correta aplicação dos recursos públicos, mesmo com baixo custo, se constrói obras públicas exemplares. Consegue-se fazer muito mais com muito menos. Aqui em Mato Grosso é o maior exemplo para o Brasil. Em 30 dias o governador Mauro Mendes executou uma obra definitiva, muitíssimo abaixo dos ”hospitais de campanhas” que outros estados estão construindo pelo Brasil afora.

Exclusivamente para atender os casos de pacientes contaminados com o coronavírus, totalmente equipada, como manda as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), o Hospital Metropolitano (confira as fotos) é uma grande obra. Localizado no bairro Cristo Rei, em Várzea Grande, cidade irmã da capital Cuiabá, unidas pelo rio do mesmo nome, a unidade hospitalar foi reformada e ampliada pelo governo de Mato Grosso e atenderá toda a população da região. Está de parabéns o governador Mauro Mendes.

Mendes, que já foi prefeito da capital, quando realizou uma elogiada admiinistração, agora como governador vem mostrando a que veio.É um belo exemplo de governança pública para todo o Brasil. Desde o início investiu contra privilégios na máquina pública, buscou sanear as finanças estaduais, o que, agora neste período da pandemia, tem permitido tocar o governo e até realizar obras, como a do Hospital Metropolitano, ainda que haja queda assentuada na arrecadação.

Mato Grosso deu uma grande virada de página comparando-se às administrações anteriores, quando os mato-grossenses experimentaram governos atolados em corrupção e outros desmandos e crimes que nos envergonharam para sempre

Tudo graças a medidas que vem garantindo economias para os cofres públicos. Um exemplo recente: governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, decretou a extinção de 4.183 cargos existentes na estrutura do Poder Executivo Estadual, o que vai gerar uma economia potencial de R$ 221 milhões por ano aos cofres públicos. A medida só foi possível em razão da aprovação da Lei Complementar 662/2020, pela Assembleia Legislativa na noite desta quinta-feira (14.05). A extinção foi assinada na última sexta-feira (15.05).

Sem deixar de registrar que em se tratando de competência aliadaà honestida, com a gestão séria com o dinheiro público, Mato Grosso deu uma grande virada de página comparando-se às administrações anteriores, quando os mato-grossenses experimentaram governos atolados em corrupção e outros desmandos e crimes que nos envergonharam para sempre. Com Mauro Mendes mais uma vez somos exemplo para o Brasil em termo de seriedade com a coisa pública.

Voltando ao Hospital Metropolitando, a unidade possuía anteriormente 68 leitos, agora conta com uma estrutura de 278 leitos, sendo 238 de enfermaria e 40 UTIs. Toda a obra ficou pronta em 45 dias, um recorde na Saúde Pública de Mato Grosso e do país. Como frisou muito bem o governador Mauro Mendes, “enquanto todos os estados brasileiros optaram por fazer um hospital de campanha, Mato Grosso optou por uma obra definitiva e é o mais barato hospital construído na sua mesma categoria. Não existe no Brasil hoje nenhum hospital com essa qualidade e com esse preço. Isso é um exemplo contestável da forma como estamos administrando o dinheiro público desse estado. Foram pouco mais de R$ 16,5 milhões investidos, com toda a infraestrutura e equipamentos de primeira qualidade”.

Mais uma vez, parabéns, governador Mauro Mendes!

Joao Pedro Marques é advogado, publicitário, jornalista e publisher, diretor do Grupo Rede de Mídias (RDM).

Confira abaixo a galeria de fotos:

            

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *