Gilmar sobre ataques de Weintraub aos ministros do STF: “caso de inimputabilidade”

 

 

O ministro Gilmar Mendes afirmou nesta segunda-feira que Abraham Weintraub poderia ser tratado judicialmente como inimputável.

“Fico imaginando que um advogado viesse defender o Weintraub no STF. Talvez ele devesse dizer que se trata de um caso de inimputabilidade”, afirmou, sobre a fala de Weintraub, na reunião ministerial de 22 de abril, defendendo prisão de ministros do STF.

 No direito, é inimputável, isto é, fica isento de punição, uma pessoa que não tem consciência plena de seus atos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *