Supremo indica dois conselheiros para o Conselho Nacional de Justiça

O Supremo Tribunal Federal elegeu, por votação eletrônica, dois indicados para o Conselho Nacional de Justiça para o biênio 2021-2023. As vagas são destinadas a desembargador de Tribunal de Justiça e a juiz estadual, em decorrência do iminente término do mandato de seus atuais ocupantes.

Foram escolhidos Richard Pae Kim, juiz do Tribunal de Justiça de São Paulo, que recebeu oito votos; e Mauro Pereira Martins, desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, com sete votos.

Kim é membro do Conselho Consultivo do Departamento de Pesquisas Judiciárias do CNJ (2018-2022) e ex-secretário especial de Programas, Pesquisas e Gestão Estratégica do CNJ. Foi juiz auxiliar da Presidência do Conselho Nacional de Justiça na gestão Toffoli, de 2018 a 2020. Também co-coordenou a área de Direito Eleitoral da Escola Paulista da Magistratura no mesmo período.

Antes disso, foi coordenador pedagógico dos Cursos de Pós-Graduação da Escola Judiciária Eleitoral Paulista do TRE-SP, e, de 2016 a 2018, membro consultivo da Comissão de Pesquisa e Pós-graduação em Direito da OAB-SP.

Já Martins é desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro desde 17 de dezembro de 2012, membro do Conselho da Magistratura, e integra a 19ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

Da redação com o ConJur

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *