STF admite equivoco em pedido de informações ao PGR Augusto Aras

STF (Supremo Tribunal Federal) informou hoje (29) que ocorreu um erro no sistema da corte na publicação do ministro Alexandre de Moraes que solicitou a manifestação por parte do procurador-geral da República, Augusto Aras no pedido de investigação contra o próprio chefe do MPF (Ministério Público Federal).

Na semana passada, entrou no sistema do STF uma petição que solicitava o posicionamento de Aras sobre o pedido de investigação contra ele pelo crime de prevaricação (praticado por funcionário público contra a Administração Pública. E que consiste em retardar, deixar de praticar ou praticar indevidamente ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal).

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns entrou com o pedido alegando que o procurador-geral teria se omitido sobre possíveis equívocos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no enfrentamento da pandemia de covid-19.

Na verdade, o pedido de informações do ministro era sobre outro procedimento. Técnicos do STF admitem a possibilidade de que Aras venha a ser solicitado novamente a dar explicações no processo contra ele, por prevaricação.

As informações são do site da CNN Brasil.

 Da redação com UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *