Moraes presta queixa por injúria contra frequentadores de clube em SP

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes registrou queixa por injúria contra um grupo de frequentadores do Clube Pinheiros, em São Paulo, que o xingavam na madrugada de sexta-feira (3/9), enquanto bebiam no local. Os insultos foram presenciados pelos vigilantes particulares Jair Conceição dos Santos Pinto e Jean Cerqueira, que trabalham no clube e acionaram integrante da escolta pessoal da vítima, o policial militar Alexandre José de Araújo, que registrou ocorrência em nome de Moraes.

O ministro é sócio e frequentador do Clube e mora nas imediações do local. De acordo com a ocorrência, registrada no 14° Distrito Policial, o PM constatou, após receber o alerta, que quatro indivíduos estavam em uma mesa dizendo ofensas contra Moraes e defendendo o fechamento do STF.

O segurança de Alexandre de Moraes solicitou apoio de um funcionário do Clube, que pediu ao grupo que interrompessem o assunto, sendo atendido por poucos minutos. Dois deles deixaram o clube. No entanto, a dupla que permaneceu no local retomou as ofensas, momento em que o profissional da escolta solicitou apoio da Polícia Militar de São Paulo, que conduziu o sócio Alexandre da Nova Forjas para a delegacia após constatarem as injúrias.

Na delegacia, Forjas declarou que estava no Clube Pinheiros assistindo a um jogo de futebol e que havia várias mesas insultando o ministro, mas negou que tenha feito ofensas e ameaças.

Da redação com o Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *