Líderes reclamam da suspensão de sessões no Senado: “Perdemos a tribuna”

Líderes de partidos independentes e da oposição no Senado criticaram a decisão do presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), de suspender as sessões após os atos bolsonaristas dessa terça-feira, 7 de Setembro.

A reclamação é de que os senadores “perderam a tribuna”. Ou seja, não poderão discursar em plenário nesta quarta-feira (8/9) criticando as falas de presidente Jair Bolsonaro nos protestos de ontem em Brasília e São Paulo.

Parte dessas lideranças fez questão de registrar a reclamação no grupo de WhatsApp dos líderes partidários do Senado. Entre eles, Alessandro Vieira (SE), líder do Cidadania, e Jean Paul Prates (PT-RN), líder da minoria.

Pacheco não quer liderar “cruzada” contra Bolsonaro

Interlocutores de Pacheco, por sua vez, dizem que ele decidiu suspender os trabalhos a pedido de parte dos líderes, que alegaram questões de segurança e necessidade de reavaliar a pauta do Senado após os atos de terça.

Aliados do senador do DEM mineiro também argumentam que não haveria “clima” para votar projetos nesta semana e ressaltam que Pacheco não quer que o Senado lidere sozinho uma “cruzada” contra Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *