Infraestrutura: Nininho indica alteração no traçado da MT-130 em distrito no norte do estado

Pensando em alavancar o desenvolvimento e o acesso ao distrito Entre Rios, localizado no município de Nova Ubiratã (470 km de Cuiabá), o deputado estadual Ondanir Bortolini (PSD), Nininho, apresentou a indicação nº 5952/2021 que sugere ao governo de Mato Grosso a alteração de parte do traçado da MT-130, no trecho que interliga a rodovia MT-242 a MT-225. A indicação atende ao pedido dos vereadores Ari Antônio Basso (PSL), Leonildo Antônio (PP), ‘Nana’, Jozias da Fonseca (MDB) e, representando os pequenos produtores, o presidente da Associação da MT-130, Miguel Mika. O documento também foi protocolado junto à Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra).

Com a alteração, a MT-130 vai passar dentro do distrito, que atualmente tem a população estimada em 2.5 mil pessoas. Conforme os representantes, parte da estrada encontra-se encostada a uma área privada, que de acordo com o código ambiental federal é uma reserva legal.

“Nós analisamos e vimos que da maneira como está, já temos uma justificativa plausível para alterar o traçado. Ambientalmente seria motivada por questões de proteção à fauna e à flora daquela região, porque o fluxo de veículos acaba prejudicando a preservação dos animais que ali vivem, e desse modo, limitando a evolução da região” justificou Nininho.

De acordo com o parlamentar, a mudança do traçado também é uma alternativa viável, socialmente justa e sustentável. “A população quer a mudança. Essa alteração vai possibilitar futuramente que a rodovia possa ser pavimentada. O distrito Entre Rios já conta com obras estruturantes variadas tanto públicas quanto privadas. É pertinente que seja feito um esforço do governo do estado, por meio da Sinfra, para atender o anseio da população por mais qualidade de vida, desenvolvimento e progresso”, asseverou Nininho.

A indicação nº 5952/2021, de autoria do deputado Nininho, conta com a coautoria de outros parlamentares.

Da redação com a Assembleia Legislativa 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *