Assessores dizem que Bolsonaro não abrirá mão de indicar evangélico ao STF

Em que pese o esforço de Davi Alcolumbre, senadores do Centrão e Flávio Bolsonaro contra a indicação de André Mendonça ao STF, assessores de Jair Bolsonaro têm dito que ele não abrirá mão de escolher um nome evangélico ao tribunal.

Ou seja, se o Senado inviabilizar mesmo a ida de Mendonça ao STF — a indicação tramita na Casa há três meses, tempo recorde —, Bolsonaro vem dizendo que selecionará outro evangélico.

Mesmo assim, o procurador-geral da República, Augusto Aras, tem dito que ouviu recentemente de Bolsonaro que ele lhe indicará ao Supremo caso a indicação de Mendonça fracasse. Auxiliares do presidente, contudo, rechaçam a versão do PGR.

Da redação com o Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *