Funaro confessa que Joesley pagou pelo seu silêncio

Por Letícia Valadares

O doleiro Lúcio Funaro, apontado como operador financeiro do PMDB, confessou em delação premiada que o empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS, pagou pelo seu silêncio.

Segundo ele, o objetivo do empresário era impedir que os esquemas de corrupção e movimentação ilegal de recursos envolvendo os principais políticos do Brasil, incluindo o presidente da República, Michel Temer, fossem revelados.

Em seu depoimento à Polícia Federal antes de firmar acordo de delação, Funaro confirmou o pagamento, mas alegou ser quitação de antigas dívidas relacionada a negócios na JBS. Os investigadores não acreditaram na afirmação e entenderam que a justificativa se chocava com a versão de Joesley.

As informações cedidas pelo doleiro deve acarretar uma segunda denúncia do Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, contra Michel Temer.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *