Deputados articulam mudanças no fundo partidário

Por Letícia Valadares

Sem a definição da reforma política que prevê a criação de um grande fundo eleitoral para o financiamento de campanhas em 2018,  deputados articulam para diminuir o percentual do fundo partidário, para usar os recursos também nas campanhas do próximo ano, que não está previsto no projeto original.

Os deputados encaram as mudanças como uma alternativa de aumentar os recursos disponíveis para bancar campanhas. Sem o fundo eleitoral, só restaria aos candidatos, fazer campanha com doações de pessoas físicas e Fundo Partidário.

O relator de duas propostas de reforma política, Vicente Cândido (PT-SP), diz que seu partido não é a favor dessas mudanças. “Meu partido é contra. Acho que o fundo eleitoral será aprovado e não haverá necessidade de mudar o Fundo Partidário”, disse.

Por outro lado, a proposta ganha apoio da base aliada. O deputado João Arruda diz que o dinheiro é muito mal utilizado.”O dinheiro destinado às fundações é muito mal utilizado, desperdiçado. No PMDB, só serve para comprar as cartilhas do Moreira Franco”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *