Senador flagrado com dinheiro na cueca pede licença do mandato

 

 

O senador Chico Rodrigues (DEM-RR), flagrado com dinheiro escondido na cueca, pediu afastamento do mandato nesta terça-feira (20). De acordo com a defesa do senador, o afastamento solicitado é pelo período de 90 dias.

“Pediu 90 dias, irrevogável, irretratável e sem recebimento de salários no período”, afirmou a defesa do senador, em nota.

O senador era vice-líder do governo Jair Bolsonaro na Casa e deixou o posto. Ele foi alvo de mandado de busca e apreensão pela Polícia Federal, em Boa Vista, em operação que apura desvios em verbas de combate à Covid-19 na última quarta-feira (14).

 De acordo com informação da Polícia Federal enviada ao Supremo, o parlamentar escondeu R$ 33.150 na cueca. Desse total, R$ 15 mil em maços de dinheiro estavam entre as nádegas.

Na tarde desta segunda-feira (19), Rodrigues, que​ era titular do conselho de ética, pediu desligamento do colegiado. O senador também já se desligou da comissão especial que analisa os gastos do governo com a pandemia causada pelo novo coronavírus.

Com seu afastamento da Casa, o filho do senador, Pedro Rodrigues (DEM-RR), não assume o mandato. Ele, que é primeiro suplente do cargo, assumiria a partir de 120 dias.

Da Redacao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *