Bolsonaro ironiza “distanciamento” em atos: “500 metros um do outro”

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a ironizar os protestos realizados no sábado (20/5) contra o seu governo. Durante conversa com apoiadores, ontem (31/5), o chefe do Executivo federal disse, em tom irônico, que tinha uma coisa a elogiar na esquerda: o distanciamento social. “Era [sic] 500 metros um do outro”, disse, aos risos.

Mais de 100 cidades registraram atos pedindo o impeachment de Bolsonaro. Muitos manifestantes faziam uso da máscara de proteção facial, mas houve aglomeração em determinados pontos dos atos.

“Você pode ver… Esses movimentos de agora, do último foi sábado ou domingo, do PT… Não tinha ninguém na rua”, declarou o presidente.

Pela manhã, Bolsonaro associou que havia “pouca gente” nos protestos às operações da Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal que têm apreendido maconha.

“Vocês sabem por que teve pouca gente nessa manifestação da esquerda no fim de semana? Porque a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal estão apreendendo muita maconha pelo Brasil. Faltou erva e dinheiro para o movimento aí”, disse o presidente.

As conversas foram compartilhadas por um canal simpatizante ao governo.

Da redação com o Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *