Bolsonaro defende Copa América no Brasil: “Perdeu mais uma, Globo”

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defendeu, ontem (3/6), a realização da Copa América 2021 no Brasil. O torneio terá início em 13 de junho e 3 estados (Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e Goiás) e o Distrito Federal devem receber partidas. Os jogos não terão a presença de torcida.

Em conversa com apoiadores no jardim do Palácio da Alvorada, o mandatário voltou a criticar a TV Globo, que não terá o direito de transmissão dos jogos e comparou o campeonato a outros que já estão sendo realizados no país.

“Terminou a primeira fase agora da Libertadores, sem problema nenhum. Tá começando aqui a eliminatória da Copa do Mundo, sem problema. Temos o Brasileiro, primeira e segunda divisão, são 40 times, sem problemas. E a Copa América são 10 times apenas em um mês. Essa bronca toda é porque a Globo não tem o direito de imagem, tá? Perdeu mais uma, Globo, perdeu mais uma.”

Na última segunda-feira (31/5), a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) anunciou que o Brasil aceitou sediar o torneio. Inicialmente, o campeonato seria realizado na Colômbia e na Argentina, mas os países vivem uma crise política e sanitária, respectivamente, em razão da pandemia de coronavírus.

No total, o Brasil já perdeu 467.706 vidas para a doença, segundo o último balanço divulgado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Colômbia e Argentina computam 89.808 e 79.320 mortes para a Covid-19, respectivamente. Os dados são do site Our World In Data.

Em mortes por milhão de habitantes, no entanto, os três países apresentam estatísticas próximas:

  • Argentina: 11,8;
  • Colômbia: 10,19;
  • Brasil: 8,92.

Bolsonaro falou com simpatizantes após fazer uma breve viagem a Formosa (GO), cidade localizada a 80km de Brasília (DF). Na região, ele participou de uma missa em alusão a Corpus Christi e passeou de moto.

A conversa do presidente com apoiadores foi registrada por um canal no YouTube simpático ao presidente.

Da redação com o ConJur

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *