“Passamos pelo 1º ano da pandemia relativamente bem”, diz Bolsonaro

Em entrevista à Jovem Pam de Itapetininga nesta quarta-feira (21/7), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse acreditar que os brasileiros passaram o primeiro ano da pandemia relativamente bem. No entanto, a Covid-19 já tirou a vida de quase 540 mil pessoas no país.

“Eu acho que nós passamos pelo 1º ano da pandemia relativamente bem, levando-se em conta a equipe que estava ao meu lado. A pandemia era uma incógnita, ninguém sabia de nada, uma surpresa pra todos nós. A partir do final de março, abril, começaram os lockdowns, toque de recolher, medidas restritivas, ‘feche tudo”, disse Bolsonaro.

O presidente também afirmou achar que prefeitos e governadores adotaram as medidas de prevenção contra a Covid-19 para tirá-lo do poder. “O sentimento é que em parte dessa política para destruir a economia, era pra tirar gente daqui”, sugeriu.

Apesar de ser frequentemente criticada pelo presidente e por membros do governo, durante o ápice da pandemia, o lockdown demonstrou ser eficaz no combate ao contágio pela doença, tanto em estados brasileiros quanto em outros países.

Segundo pesquisa feita pelo Imperial College London e pelo instituto de pesquisas Ipsos Mori, em novembro do ano passado, as medidas de restrição à circulação determinadas pelo governo da Inglaterra ajudaram a diminuir em 30% as infecções provocadas pela Covid-19, na segunda onda no país.

Araraquara, no estado de São Paulo, também foi um exemplo na redução da média móvel de contaminação. Na segunda onda, por exemplo, houve uma diminuição de 40% em relação ao começo das medidas restritivas e de 49% na comparação com a primeira onda.

Da redação com o Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *